terça-feira, 8 de maio de 2012

Intervenções Psicopedagógicas nas Dificuldades de Aprendizagem



           Na literatura pedagógica, muitas são as opiniões sobre como se caracteriza um aluno que apresente dificuldades de aprendizagem no contexto escolar. A tendência mais geral destaca os problemas socioculturais, ambientais, econômicos, familiares e emocionais como diagnóstico.

          Estudantes com dificuldade de aprendizagem podem ser tão inteligentes e tão espertos quanto seus pares, já que, aprender envolve processos complexos e determinado número de condições e oportunidades.  Precisam de ajuda e de intervenções que os dê condições de desenvolvimento em sua aprendizagem e sucesso escolar que, muitas vezes a forma convencional não os alcança. São vítimas de falhas Pedagógicas, principalmente na forma de ensinagem.

        Dificuldades de aprendizagem são problemas que afetam a capacidade do cérebro para receber, processar, analisar ou armazenar informações. Estes problemas podem tornar difícil para o estudante aprender tão rapidamente como alguém que não é afetado.

         Existem muitos tipos de dificuldades de aprendizagem. A maioria dos estudantes afetados por elas têm mais de um tipo. Certos tipos de dificuldades de aprendizagem podem interferir com a capacidade de uma pessoa para se concentrar ou focar e pode causar a mente de alguém para passear muito. Outras dificuldades de aprendizagem podem tornar difícil para um aluno o ato de ler, escrever, soletrar, ou resolver problemas de matemática.

         A maneira como nosso cérebro processa a informação é extremamente complexo - não é de se admirar que as coisas possam ficar muito confusas às vezes. O simples ato de olhar para uma foto, por exemplo: Nosso cérebro não só se esforça para formar as linhas em uma imagem, mas também tem que reconhecer o que a imagem representa, relacioná-la a outros fatos armazenados em nossas memórias, e em seguida guardar essa nova informação. É a mesma coisa com a fala - temos de reconhecer as palavras, interpretar o seu significado, e descobrir o significado da declaração para nós. Muitas dessas atividades acontecem em partes separadas do cérebro, e é até nossas mentes para ligá-los a dar um significado.

      Elaborar um plano interventivo que trabalha com as dificuldades de aprendizagem é essencial para um estudante em risco. Métodos, técnicas, treinos e exercícios cognitivos diversos, podem favorecer a esta reoganização de redes neurais – Neuroplasticidade. 


Nota: Para a complementação da leitura, seguir a fonte consultada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário