sábado, 19 de maio de 2012

Neuropsicopedagogia (informações)

Ana Lúcia Hennemann[1]-
Maio/2012 e reestruturado em novembro/2016



          Nos últimos cem anos, nossa visão de como ocorrem os processos cerebrais vem sofrendo muitas mudanças. Novas concepções de estímulo-aprendizagem vem sendo reformuladas, diante às contribuições das Neurociências. Diferentes campos de conhecimentos perceberam a necessidade de agregar os estudos das neurociências aos seus. Sendo assim, começam a surgir interesse dos mais diversos campos da ciência, tais como: neurobiologia, neurofisiologia, neuroquímica, neuropediatria, neuropsicologia, neuropedagogia e também a Neuropsicopedagogia.
             Para ter a especialização em “neuro” em qualquer área, faz-se necessária jornadas de muito estudo, pesquisa, conhecimento das funções cerebrais. Entretanto, cabe ressaltar que existem neurocientistas clínicos e experimentais, que conforme Bear (2008, p.14) 
[...] a pesquisa em Neurociências (e os neurocientistas) pode ser dividida em dois tipos: clínicas e experimentais. Pesquisa clínica é basicamente conduzida por médicos. As principais especialidades dedicadas ao sistema nervoso humano são a neurologia, a psiquiatria, a neurocirurgia e  a neuropatologia (Tabela 1.1). Muitos dos que conduzem as pesquisas clínicas  continuam a tradição de Broca, tentando deduzir as funções das várias regiões do encéfalo a partir dos efeitos comportamentais das lesões. Outros conduzem estudos para verificar os riscos e os benefícios de novos tipos de tratamento.


Fonte: Neurociências: Desvendando o Sistema Nervoso - BEAR.2008

Porém, Bear (2008) ainda apresenta outra tabela com alguns tipos de especialistas que se aliaram aos conhecimentos neurocientíficos, sendo considerados assim, Neurocientistas Experimentais, onde os Neuropsicopedagogos podem se enquadrar.


Fonte: Neurociências: Desvendando o Sistema Nervoso - BEAR.2008

          Numa visão mais abrangente, pode-se dizer que Neuropsicopedagogia é uma ciência que estuda o sistema nervoso e sua atuação no comportamento humano, tendo como enfoque a aprendizagem. A Neuropsicopedagogia procura fazer inter-relações entre os estudos das neurociências com os conhecimentos da psicologia cognitiva e da pedagogia. Nesse sentido a Sociedade Brasileira de Neuropsicopedagogia (SBNPp) através do artigo 10º do Código  Técnico  Profissional da Neuropsicopedagogia, enfatiza que:

A Neuropsicopedagogia é uma ciência transdisciplinar, fundamentada nos conhecimentos da Neurociências aplicada à educação, com interfaces da Pedagogia e Psicologia Cognitiva que tem como objeto formal de estudo a relação entre o funcionamento do sistema nervoso e a aprendizagem humana numa perspectiva de reintegração pessoal, social e educacional. (SBNPp – 2016, p.3)

 A Neuropsicopedagogia enfoca a compreensão da relação entre funcionamento do sistema nervoso e a aprendizagem humana, embasados na interface entre Neurociências Aplicada a Educação, Psicologia Cognitiva e Pedagogia em uma abordagem transdisciplinar, promovendo desta forma a identificação, diagnóstico, reabilitação e prevenção frente às dificuldades e distúrbios das aprendizagens.
A SBNPp contextualiza o campo de atuação conforme o perfil profissiográfico do neuropsicopedagogo, ou seja, quem tem a titulação de CLINICO, trabalhará na especificidade do indivíduo e seu espaço de atuação pode ser: v “Setting” adequado para atendimentos individuais, como: consultório particular, espaços de atendimento (conhecidos também como clínicas); v Posto de Saúde; v CRAS (caso tenha autorização); v Terceiro Setor e Hospitais. Deve ser um trabalho focado em um plano de intervenção específico para atender necessidades individuais e trabalhar a aprendizagem visando a reintegração pessoal, social e educacional.
O neuropsicopedagogo que tem a titulação INSTITUCIONAL, trabalhará na coletividade dentro dos seguintes espaços de atuação: v Instituições escolares; v Centros e Associações Educacionais; v Instituições de Ensino Superior; v Terceiro Setor, como: ONGs, OCIPs entre outros.
A atuação institucional, nos cursos de neuropsicopedagogia pode vir associada a Educação Especial e Inclusão, como ocorre no CENSUPEG (Instituição pioneira no Brasil deste curso).
 O Código  Técnico  Profissional da Neuropsicopedagogia que tem como objetivo maior estabelecer critérios e de orientar os profissionais da Neuropsicopedagogia no Brasil, traz no artigo 30º as orientações do trabalho a ser desenvolvido pelo Neuropsicopedagogo conforme seu contexto de atuação:  
 Clínico:

Institucional:


Entretanto, no mês de agosto de 2016, a SBNPp emitiu a NOTA TÉCNICA Nº 01/2016, especificando toda a atividade do neuropsicopedagogo, bem como, a regulamentação da sua formação.
É possível perceber que a SBNPp tem feito constantes articulações visando a melhoria da atuação profissional neuropsicopedagógica, algumas de interesse geral podem ser acessadas por todos interessados, mas há também divulgações técnicas, boletins informativos, artigos neuropsicopedagógicos, cursos e outros que somente sócios podem ter acesso.
Portanto, se você é neuropsicopedagogo acesse o site da SBNPp www.sbnpp.com.br informe-se de como se associar a mesma, pois ela representa todas as temáticas desta área visando ser legítima e ética quanto ao envolvimento dos profissionais, tornando a Neuropsicopedagogia algo fundamental para a sociedade, seja como área do conhecimento e como atuação profissional, proporcionando soluções eficazes para os que dependerem dela. (SBNPp, 2016)
                            

Fontes de Consulta:

BEAR, F. Mark. CONNORS, Barry. Neurociências: Desvendando o Sistema Nervoso. 3.ed. Porto Alegre, ARTMED, 2008.

BRASIL. Pós-Graduação. Disponível online em: http://portal.mec.gov.br/index.php?Itemid=349&id=387&option=com_content&view=article Acesso em 19/04/2012

CENTRO SUL-BRASILEIRO DE PESQUISA, EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO - CENSUPEG. Neuropsicopedagogia Clínica. Disponível online em:http://www.censupeg.com.br/censupeg_site/index.php/onde-atuamos/sc/89-neuropsicopedagogia-clinica Acesso em 10/05/2012

RUSSO, Rita Margarida Toler. Neuropsicopedagogia Clínica: Introdução, Conceitos, Teoria e Prática. Curitiba: Juruá, 2015.

SBNPp. O que Neuropsicopedagogia. Disponível no site: http://www.sbnpp.com.br/o-que-e-neuropsicopedagogia/ 

SBNPp. Código de Ética Técnico Profissional da Neuropsicopedagogia. Disponível online em: www.sbnpp.com.br 
  


[1] Esp. Neuropsicopedagogia Clínica/ Neuropsicopedagogia e Educação Inclusiva/ Neuroaprendizagem/
   Alfabetização/ Pós-graduanda em MBA em Coaching e Liderança para Gestão de Pessoas 




9 comentários:

  1. gostaria de fazero pós em neuropsicopedagogia,onder encontrar esta pós aqui no Rio?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Através do CENSUPEG você pode fazer esta pós, pode procurá-los pelo Facebook, ou então no site www.censupeg.com.br.
      Abraços

      Excluir
  2. Olá, gostaria de fazer pós em neuropsicopedagogia. Estou aqui em São Paulo capital. Tem algum local de indicação?

    Abraços,
    Beth

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se descobrir me passe, também tenho interesse mas não localizo em nenhum instituição educacional de SP.

      Excluir
  3. Estou iniciando uma pós nesta área, espero ter muitas contribuição na minha área de atuação.

    ResponderExcluir
  4. Gostaria de saber onde acho uma pós nesta área, aqui na Zona Leste de São Paulo, grata

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim na Academus em Artur Alvim 2217-5015

      Excluir
  5. Olá se fazer a pós em psicopedagogia e neuropsicoligia posso ser uma neuropsicopedagoga?

    ResponderExcluir