domingo, 10 de junho de 2012

Os neurônios da leitura: Como a ciência explica a nossa capacidade de ler

 Considerado um dos melhores livros científicos  do ano, segundo Washington Post, este livro revela a lógica oculta da ortografia, descreve uma pesquisa pioneira sobre a forma como são processadas as línguas e o sistema de linguagem e reforça a capacidade extraordinária que o cérebro tem de se adaptar.
Stanislas Dehaene nos faz participar da apaixonante descoberta dos circuitos nervosos mobilizados para a leitura. No final do século XIX, Jules Déjerine tinha descoberto que uma lesão localizada do cérebro acarretava um déficit seletivo da leitura sem que a escrita fosse afetada, assim como nenhuma das demais capacidades. Ele propôs, então, a existência de um “centro visual das letras”, localizado na circunvolução angular, na base da região parietal esquerda. Na ocasião, ele interpretava seus dados sob a ótica de uma via linear da leitura. Hoje, concebemos mais que isto, uma rede complexa e abundante que implicaria as vias visuais e as vias auditivas e, mais especificamente, as representações dos sentidos, dos sons e da articulação das palavras.(2012, p. 13)


Os Neurônios da Leitura: Como a ciência explica a nossa capacidade de ler
Autor: Stanislas Dehaene
Editora: Penso
Ano: 2012

Um comentário: