sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Em qual nível de psicopatia a personagem "Carminha" se encaixa?




      A personagem apresenta sinais do transtorno da personalidade antissocial. A psicopatia, em geral, em muitos casos é associada a crimes brutais, porém as principais características de alguém que tem o distúrbio são a incapacidade de internalizar regras sociais, ausência de remorso, falta de empatia e um raciocínio extremamente particular, em que qualquer atitude justifica a realização de um desejo. Na vida real, há pessoas que usam o amor  de alguém para conseguir o que querem: status, dinheiro, vingança e até afeto.
        Psiquiatras afirmam que o psicopata nasce com uma predisposição genética, para a manifestação desse comportamento de insensibilidade afetiva, sendo manifestada ao longo da vida. Os psicopatas são 4% da população e que não há cura para eles, porém as manifestações podem ser diminuídas, controladas. E que existem três níveis de psicopatas:
- o leve, que concentra os reconhecidos golpes 171 (estelionato ou fraude) e atinge uma pessoa;
- o moderado, que aplica o mesmo golpe, mas em um campo social maior (como o superfaturamento na compra de remédios para o sistema de saúde pública) e acaba prejudicando milhares de pessoas;
- o grave, o assassino para quem não basta matar, tem que haver atos de crueldade. Porém, esse último tipo é mais raro.
Em qual nível de psicopatia a personagem "Carminha" se encaixa? Para aqueles que responderam lá no face, que o caso da personagem não se enquadrava em nenhum dos casos de Psicopatia, por favor leiam o que a especialista em comportamento humano coloca sobre o assunto, basta seguir o link
Ana Beatriz Barbosa - especialista em comportamento humano

Fonte: UOL

Para saber mais...

O cérebro de um psicopata é diferente do das pessoas normais ?

   Psicopatas não tem não emoção. A área do cérebro conhecida como Sistema Límbico, é a central das nossas emoções, mas nos psicopatas, ela está quase que totalmente desativada.
    Em pessoa normais, o sistema límbico, trabalha junto com o lobo frontal, este por sua vez responsável pela razão. Os dois atuando juntos, fazem o equilíbrio entre a razão e emoção nos seres humanos. No caso dos psicopatas, além do sistema límbico não funcionar, o lobo frontal funciona de forma acima do normal, isso os faz pessoas 100% razão e 0% emoção.
    Devido ao seu grau de inteligência elevado, eles aprendem rapidamente a simular emoções, mas, não passa de uma simulação. Para eles, palavras como amor e caderno, causam exatamente a mesma reação. Eles têm capacidade de fingir estar sentindo… embora, jamais saberão do que se tratam sentimentos reais.


Fonte: http://carolinaacarolina.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário