segunda-feira, 1 de outubro de 2012

O cérebro está em movimento?



Este cérebro está girando diante de seus olhos? Na verdade, o ato de girar só ocorre no seu cérebro. Movimentos rápidos e involuntários dos olhos, emparelhados com os padrões de contraste em uma imagem, pode causar ao cérebro a sensação de movimento onde não há nenhum.

A imagem acima é uma versão em forma de cérebro de uma conhecida ilusão de ótica, denominada "cobras rotativas" de Akiyoshi Kitaoka, um professor de psicologia na Universidade de Ritsumeikan, em Kyoto. Normalmente apresenta-se como círculos concêntricos de gradientes distintos, a imagem cria a ilusão de rotação para muitos espectadores.

Pesquisadores dizem que esta ilusão é o resultado de pequenos movimentos espasmódicos e involuntários que seus olhos normalmente fazem quando olham para um objeto. Os pesquisadores suspeitaram que esses movimentos emparelhados e contrastes repetitivos na imagem desencadeam um sinal de movimento no cérebro, induzindo você a pensar que uma imagem fixa está girando - ou deslizando.

Essas adoráveis ilustrações nunca deixam de intrigar homens e mulheres de qualquer idade. Mas por que essa ilusão acontece? Ninguém sabe ao certo. O que sabemos é que os estranhos arranjos baseados em contraste devem de alguma forma ativar “por engano” os neurônios que detectam movimento. Isto é, os padrões de claro e escuro enganam o sistema visual, fazendo com que se veja movimento onde nada se move. (Não se preocupe caso não veja o movimento; algumas pessoas realmente não conseguem percebê-lo e nem por isso são menos saudáveis.)
 AKIYOSHI KITAOKA, 2004

Segundo a revista Mente e Cérebro, por meio do monitoramento da atividade de neurônios detectores de movimento em animais e do estudo da percepção humana com engenhosos quadros projetados, tais como o de Kitaoka, os cientistas estão começando a entender os mecanismos cerebrais especializados na visão das coisas que se movem. Do ponto de vista evolutivo, essa capacidade tem sido um recurso de sobrevivência valioso que funciona como um sistema de aviso antecipado para atrair atenção – seja para detectar presa, predador ou companheiro (os quais se movem, diferentemente de pedras e árvores). É uma prova de como a ilusão pode abrir caminhos para a compreensão da realidade.

Fonte: Ilusões Móveis - Revista Mente e Cérebro

Nenhum comentário:

Postar um comentário