domingo, 4 de novembro de 2012

Abra sua mente, mas não tanto que faça seu cérebro cair!



Sagan faz um alerta para que saibamos nos abrir para novas aprendizagens, ideias diferentes, mas não nos deixar contagiar por falsas crenças.
        Segundo a Wikipédia, Carl Edward Sagan (1934 — 1996) foi um cientista e astrônomo dos Estados Unidos da América. Em 1960, obteve o título de doutor pela Universidade de Chicago. Dedicou-se à pesquisa e à divulgação da astronomia, como também ao estudo da chamada exobiologia. Foi um excelente divulgador da ciência (considerado por muitos o maior divulgador da ciência que o mundo já conheceu). 
     Sagan sempre evitou os caminhos místicos, ficando somente ao lado da razão. Muito próximo das pesquisas espaciais, ele liderou as viagens das sondas norte-americanas Mariner e Viking, as primeiras a empreenderem uma investigação de todo o sistema solar. Estimulou sem cessar a procura de vestígios da existência de vida em outros mundos no Universo, mantendo a crença de que, com a tecnologia cada vez mais desenvolvida e acessível, o Homem estaria mais próximo de realizar esta grande descoberta.
    Sagan é conhecido por seus livros de divulgação científica e pela premiada série televisiva de 1980 Cosmos: Uma Viagem Pessoal, que ele mesmo narrou e co-escreveu. O livro Cosmos foi publicado para complementar a série. Escreveu o romance Contato, que serviu de base para um filme homônimo de 1997. Morreu aos 62 anos, de pneumonia, no Centro de Pesquisas do Câncer Fred Hutchinson, depois de uma batalha de dois anos com uma rara e grave doença na medula óssea (mielodisplasia).
        Algumas de suas frases mais famosas são:

- Todos nós nascemos originais e morremos cópias.

- Existem muitas hipóteses em ciência que estão erradas. Isso é perfeitamente aceitável, elas são a abertura para achar as que estão certas.

- Só aquilo que somos realmente tem o poder de curar-nos.

- Os ideais são como as estrelas você não conseguirá tocá-las com suas mãos. Mas como os marinheiros nas águas desertas, elas podem guiá-lo, e, seguindo as estrelas, você chegará ao seu destino.

- Se não existe vida fora da Terra, então o universo é um grande desperdício de espaço.


Fontes

Um comentário:

  1. A frase que abre o texto não é de Sagan , mas do escritor convertido inglês Gilbert Keith Chesterton!

    ResponderExcluir