segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Indignação


Li lá no Face e decidi colaborar, pois acredito ser muito triste alguém precisar de auxílio num momento de doença e este demorar a ter retorno...
Por aqui tenho uma boa quantidade de visitações diárias na página, então se cada um ajudar,  talvez é possível fazer algo...
O link do face dela é esse http://www.facebook.com/cleisemaria.fries



INDIGNAÇÃO...

Sou professora há 33 anos. Há 8 anos concursada pelo Estado do RS, pois viemos de SP e fiz o concurso aqui. Fui nomeada em 2004. Até então, trabalhei em escola particular, na Rede Sinodal de Ensino.
Há 4 meses estou em período de licença saúde, pois fui acometida de um Câncer de Mama, fiz uma cirurgia radical e agora passo pelo tratamento quimioterápico.
A minha indignação é com o processo do Estado, do Servidor Público, como eu, que estando afastada, por motivo de doença, cortam o Vale Refeição, Auxilio Transporte, Auxílio de Difícil Acesso...
Fato este que não permite que eu receba nem o Salário Mínimo, obrigatório no país, no Estado.
Quando mais necessitamos, menos colaboração há. O fato de eu estar enferma permite, aos nossos “chefes”, que elegemos e que ganham salários imorais, nos penalizem.
Concordo, mesmo precisando dessa verba, que o auxílio transporte não receba. Pois não estou indo à escola, mas me desloco para o tratamento, de 21 em 21 dias a Porto Alegre, pois aqui na nossa cidade não há tratamento pelo IPÊ.
Solicito que essa carta aberta seja lida, pois não sou a única, tenho colegas que passam pela mesma situação e o silêncio faz com que tudo fique acomodado. É necessário que os órgãos competentes sejam sensibilizados e nos dê a devida atenção.
Desde já agradeço a atenção.
Cleise Maria dos Santos Fries – professora 

Nenhum comentário:

Postar um comentário