quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Qual o tamanho do seu cérebro?


    
 Você sabia que quanto mais amigos você tem, maior será seu córtex orbito pré-frontal  (uma região do cérebro encontrada logo acima dos olhos)???


Este é um estudo publicado na revista Proceedings of the Royal Society B, realizado por pesquisadores da Universidade de Oxford, com a intenção de mostrar que: para manter várias amizades (sendo que algumas não conhecidas, encontradas nas redes sociais), se  faz necessário usar o que os cientistas sociais chamam de "mentalização" ou "leitura da mente" - a capacidade de compreender o que outra pessoa está pensando. Esta habilidade é fundamental para lidar com um mundo social  complexo, incluindo a capacidade de manter uma conversa.
  Segundo a psicóloga Dr. Joanne Powell, da Universidade de Liverpool: "Talvez a descoberta mais importante deste  estudo é mostrar que a relação entre o tamanho do cérebro e o tamanho da rede social é mediada por habilidades de mentalização. O que isto nos diz é que o tamanho de seu cérebro determina suas habilidades sociais, e são elas que permitem que você tenha muitos amigos".
    Os pesquisadores escanearam o cérebro de 40 voluntários para medir o tamanho do córtex pré-frontal – uma parte do cérebro envolvida no planejamento de ações e a pensamento abstrato. Depois, os participantes foram questionados sobre seus eventos sociais na semana anterior ao experimento, além de serem submetidos a testes de mentalização (para conquistar e manter amizades, é preciso necessariamente entender o que as outras pessoas estão pensando, e isso ocorre pela mentalização das suposições e crenças dos outros).
     Robin Dunbar, professor da Oxford e do Instituto de Antropologia Cognitiva e Evolutiva, responsável pela pesquisa, enfatiza que: “As pessoas que tinham mais amigos tiveram resultados melhores nos “testes de mentalização”, além de maior quantidade de neurônios no córtex orbito pré-frontal”. Sendo assim, entender a associação entre o tamanho do cérebro de uma pessoa e o número de amigos que ela tem nos ajuda a entender os mecanismos que levaram os humanos a desenvolver cérebros maiores do que outras espécies
     O mais importante do estudo, segundo os pesquisadores, é que os resultados dão suporte à hipótese do ‘cérebro social’ – a ideia de que o órgão evoluiu ao longo de milhares de anos para atender a demandas da vida em grupo, pois o lobo frontal do cérebro dos humanos, em particular, têm aumentado consideravelmente no último meio milhão de anos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário