sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

O que fazemos não afeta uma rua, mas o planeta


     Estamos vivendo três poderosas revoluções. Uma delas é a globalização. As pessoas trabalham em empresas multinacionais e mudam de país, o que é bem diferente de quando as populações não tinham contato umas com as outras. A segunda revolução é a biológica. Todos os dias, o conhecimento científico se aprimora e isso afeta a maneira de ensinar e de aprender. O cérebro das crianças poderá ser fotografado no momento em que estiver funcionando, permitindo detectar onde estão os pontos fortes e os fracos e a melhor forma de aprender. A terceira revolução é a digital, que envolve realidade virtual, programas de mensagens instantâneas e redes sociais. Tudo isso vai interferir na forma de pensar a Educação no futuro.
    Portanto, ampliar a consciência humana é essencial, pois podemos fazer de nosso conhecimento tanto um uso construtivo, edificador, criativo, como também amplamente destrutivo, aniquilador, mortal. As vivências de compreensão que realmente importam são as que fazemos como seres humanos em um mundo imperfeito, que podemos afetar positiva ou negativamente.

Fonte: Cinco Mentes para o Futuro, Howard Gardner, Ed. Artmed.

Nenhum comentário:

Postar um comentário