sábado, 13 de julho de 2013

Quatro maneiras de enganar o seu cérebro para comer menos


 E quem nunca exagerou na comida? Pois é, comer demais é um dos principais motivos para o ganho de peso. Calorias que não são queimadas pelo exercício ou atividade são armazenadas no corpo como gordura extra.
Há muitas causas ambientais e internas que podem levar uma pessoa a comer demais. Mas, mudando pequenos comportamentos você pode mudar seus velhos hábitos e ao longo do tempo e ter uma alimentação menos calórica.
Você pode enganar o seu cérebro e consumir menos calorias, preste atenção nestas  dicas:
1. USE PRATOS, TIGELAS E COLHERES MENORES: um estudo realizado pela Universidade de Cornell, os participantes receberam aleatoriamente taças e colheres médias que foram usadas para servir-se de um sorvete coletivo. Verificou-se que aqueles que receberam taças maiores, serviram-se de 31 % mais sorvete do que aqueles que tiveram taças menores. Aqueles que tinham colheres maiores se serviam de 14 % mais.  ( Entendeu agora porque nos restaurantes o prato de sobremesa é tão pequeno?)
Outro estudo realizado pela Universidade da Pensilvânia apoia a validade desta afirmação. Num experimento psicólogo colocou-se uma tigela de chocolates com uma colher pequena. No dia seguinte, eles substituíram a pequena colher por uma maior. Eles determinaram que as pessoas comiam exageradamente 66% a mais com a colher maior. Portanto, tente comer as suas refeições com utensílios e pratos menores para enganar-se e consumir menos calorias.
2. “COMENDO COM A MÃO NÃO DOMINANTE”: Imagine-se assistindo televisão e comendo pipoca, com a mão não dominante. Segundo o pesquisador David Neal, da Universidade do Sul da Califórnia, "Quando a gente come repetidamente um determinado alimento em um ambiente particular, o nosso cérebro trata de associar a comida com aquele ambiente e nos faz continuar comendo enquanto aquelas pistas ambientais estiverem presentes ". Experimentos têm mostrado que uma forma de reestruturar essa situação e ingerindo menos calorias, seria comer com a mão não dominante.
3. ESCONDA OS “PETISCOS”: as pessoas tendem a comer mais lanches (petiscos) quando o alimento é facilmente visível e está ao nosso alcance.
Um programa de televisão britânico, "Secret Eaters" comprovou através de estudos que colocando doces (guloseimas) em taças claras ao alcance das pessoas, o consumo aumenta em 70% mais do que aqueles que tem seus petiscos escondidos dentro de seus armários. Portanto, uma sugestão aqui é deixar à vista frutas, legumes, verduras...
 4. BEBA EM COPOS ALTOS E FINOS:  Estudos sugerem que nosso cérebro tem a sensação de beber mais quando os copos são altos e finos. Então, em se tratando de bebidas alcoólicas e/ou altamente calórica, a escolha do copo faz a diferença.


Nenhum comentário:

Postar um comentário