domingo, 17 de novembro de 2013

Estamos diariamente nos esculpindo...




Você provavelmente passou a vida inteira ouvindo, assim como também ouvi, que "é errando que se aprende". Essa é uma grande verdade e aquilo que aprendemos com nossos erros é o que chamamos de "experiência".

Só que há erros grandes demais e que saem caros demais pra nós.

Por exemplo, deixar uma criança colocar o dedo na tomada para que aprenda que não deve fazer isso é um risco grande demais: a criança pode morrer eletrocutada.

Então, na posição de adulto que está perto da criança, o normal é que alertemos e façamos tudo que pudermos para impedir que ela faça isso.

No nosso processo de desenvolvimento pessoal também há erros grandes demais que podem custar caro demais. A diferença é que nesse caso não há muita gente pra nos avisar das "tomadas".

Por exemplo, muitos estudos pioneiros de terapia da esquizofrenia acabavam instalando a doença em pacientes com problemas mentais bem mais leves. Mas isso não aconteceu porque aqueles terapeutas eram pessoas ruins, mas porque ainda não sabiam.

Por isso em processos de crescimento pessoal, autoconhecimento, inteligência emocional e afetiva é preciso procurar bons orientadores e facilitadores que possam te mostrar o caminho que funciona.

Você não precisa errar novamente aquilo que alguém já errou na geração anterior. Você pode aprender também com os erros dos outros para que não precise jamais cometê-los.

Só que existe uma coisa ainda mais inteligente em termos de aprendizado de experiências do que aprender com os erros dos outros: aprender com os acertos dos outros.

Uma pessoa pode te mostrar todos os lugares que você não deve ir e isso seria ótimo! Mas e se, ao invés de dar uma lista de lugares errados, ela dissesse logo pra que lugares você deve ir? Não seria muito melhor?

Pra isso existem os modelos de excelência, que são pessoas que são MUITO BOAS em alguma coisa, capacidade, conhecimento ou habilidade e que podem te ensinar especificamente COMO elas são boas naquilo.

É claro que muitas não querem ensinar e outras fazem tão naturalmente que nem sabem exatamente como fazem. Para isso existem métodos específico para extrair os processos internos dessas pessoas e reproduzir. Isto é chamado de modelagem.

Nos nossos cursos usamos sempre modelos de excelência para acelerar o aprendizado e encurtar o processo de desenvolvimento pessoal. Se quiser saber mais cadastre seu e-mail no seguinte linkhttp://forms.aweber.com/form/95/738441795.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário