domingo, 10 de novembro de 2013

Mecanismos de mudança

     

   O cérebro é o órgão de adaptação. Mudanças adaptativas ocorrem em todos os níveis no nosso cérebro. No sentido mais amplo, o cérebro percebe o nosso ambiente para antecipá-lo e adaptar-se a ele, a fim de que possamos prosperar, ou pelo menos sobreviver e se reproduzir. 

     Um aspecto importante do nosso meio ambiente são as nossas relações, que no início da nossa vida são cruciais para a nossa sobrevivência quando ainda somos bebês. Dependendo inteiramente da relação de carinho que temos com nossa mãe ou cuidador. Nossos cérebros são profundamente moldados e adaptados de acordo com nossos principais cuidadores, criando assim, representações de relações e padrões de fixação que provavelmente serão mantido ao longo de nossas vidas.

     Se nossas experiências relacionais são positivas temos grandes chances de ter muito mais resistência para as adversidades que aparecem ao longo de nossa vida. Mas, se as nossas experiências não são tão positivas, negligentes, ou mesmo abusivas, nosso cérebro se adaptará para refletir e antecipar essas experiências, reagindo com muita reserva a todo e qualquer ato que venha a lembrar estes fatos negativos.

    Quando bebês, não podemos escolher a relação que teremos com nossos principais cuidadores, nem podemos evitar que nossos cérebros se adaptem às experiências relacionais que tivemos. Entretanto, saber desta informação: de que as experiências podem mudar nossos cérebros, podemos, como adultos, fazer escolhas sobre que tipos de experiências relacionais que gostaríamos de ter e ser mais seletivos com aqueles com quem queremos interagir, bem como sermos melhores seres humanos para aqueles que estão a nossa volta.

Fonte: myscienceacademy.org

Nenhum comentário:

Postar um comentário