terça-feira, 25 de março de 2014

Foco na atividade


Você já baixou o volume do rádio (do carro) quando estava procurando algum endereço?

Se você algum dia se encontrou dirigindo a noite, procurando algum endereço, e ao perceber que estava com dificuldade de encontrá-lo, simplesmente baixou o volume do rádio almejando maior êxito na sua busca: Parabéns! Você fez corretíssimo!!!

O ato de ouvir é um dos focos principais de nossa atenção. Quando a atenção está centrada no ato da escuta (no caso aqui, o rádio do carro) a visão também é afetada, mesmo que em apenas alguns estágios de percepção visual. Ou seja, é muito difícil de prestarmos atenção em duas tarefas ao mesmo tempo. No simples ato instintivo, de baixar o volume do rádio, estamos conduzindo nossa capacidade de atenção para um foco mais objetivo.

Por exemplo, muitas pessoas podem pensar: “Usar o celular enquanto estiver dirigindo não tem problema nenhum, ainda mais se ele tem viva-voz automotivo”. Mas, quando dirigimos é preciso olhar para vários lugares ao mesmo tempo, é necessário ler sinais, tomar decisões sobre onde ir com o carro. E é muito difícil fazer isso, enquanto usamos o celular, porque necessitamos de nosso "ouvido interno" e "discurso interior" que poderá estar ocupado imaginando sobre o que a pessoa ao telefone está falando.”

Outro exemplo é dos estudantes que tentam conciliar várias coisas ao mesmo tempo enquanto fazem a lição de casa: - bate-papo com amigos, - atualização do Facebook, - audição de música, - rápidas olhadas para a tela da TV para pegar alguns segundos de algum programa...

Enfim, mesmo que o estudante diga que consegue realizar várias ações ao mesmo tempo, ele não tem o foco necessário para a aprendizagem, pois quando as distrações nos forçam a prestar menos atenção no que estamos fazendo, não aprendemos de modo eficaz quanto aprenderíamos se nossa atenção fosse integral.

Quando falamos de foco, falamos em armazenamento de aprendizagem, por isso a melhor coisa que podemos fazer para reter a aprendizagem é prestar atenção às coisas que realmente queremos lembrar.

Portanto, reduza suas distrações e procure foco no que realmente precisa fazer!

Um comentário:

  1. Fantástico este site que nos ensina Neurociência. Fácil compreensão. Aplico Neurociência com Neurolinguística nos treinamentos empresariais. Abordamos Neuromarketing/Neurosales. Na formação de Líderanças é muito útil juntando-se as Inteligências Emocionais.
    Visitem: www.slideshare.net/MarioBonamici e também http://zip,net/bblhv0

    ResponderExcluir