quarta-feira, 2 de abril de 2014

Percepção Distorcida

 
Nosso padrão convencional alimenta nosso ego de tal forma que temos a tendência a pensar que sempre estamos certos e por isso que vem a tentativa de “colonização do outro”, à qual Saramago se refere, mas no momento em que temos o entendimento que tudo são processos de construções de pensamentos, aí sim, estamos evoluindo na construção do nosso saber.

Se visualizamos alguém que tem uma crença que nos pareça retrógrada e limitante, não conseguimos imaginar como a pessoa pensa de tal forma. Em contrapartida, se alguém nos propõe ideias que vão além de nossa compreensão, da nossa construção como ser humano, temos a tendência a julgar que tal pessoa está com pensamentos inadequados.

Enfim, nossos pensamentos podem estar cristalizados, de tal forma, que quando olhamos para conceitos anteriores do processo em que nos encontramos, os percebemos como atrasados, assim como quando olhamos para algo pós-convencional, também há possibilidade de percebê-lo como retrocesso, como uma afronta àquilo que julgamos o correto.


Como diz Joaquim Coelho Rosa: “A maior de todas as imperfeições, a que, literalmente, mata a condição humana é a de se considerar perfeito, pois viver humanamente é aperfeiçoar-se.”

Para saber mais:

Nenhum comentário:

Postar um comentário