domingo, 19 de fevereiro de 2017

Estágio Supervisionado III – Tubarão SC

Estágio em Neuropsicopedagogia Clínica

"Trate um homem como ele é, e continuará sendo como é. Trate-o como ele pode e deve ser, e ele se tornará o que pode e deve ser".
 Goethe

O curso de Neuropsicopedagogia Clínica do Censupeg é atualmente organizado em uma grade curricular com 600 horas/aula, sendo que 135 horas são destinadas ao estágio.  Praticamente são seis meses de atuação no contexto clínico. Seis meses, nos quais os alunos iguais as crianças no findar de seu primeiro ano de vida, vão experimentar seus primeiros passos e nós como professores, representantes da instituição Censupeg nos faremos presentes.
Primeiros passos são instigantes, despertam o desejo de ir além, servem de suporte para que no futuro nossa caminhada se torne mais ágil. Entretanto, num primeiro momento estes passos podem acontecer de modo desequilibrado, com doses de medo, sensação de insegurança, porém, tal qual os pais fazem com as crianças, que se mostram receosas diante o medo da queda, nós professores, nos posicionamos um passo a frente de nossos estagiários, olhamos em seus olhos ao mesmo tempo que estendemos os braços e dizemos: - “Vem, você consegue!”
E é com este sentimento de pais que se emocionam ao perceber que seu filho já está andando sozinho, nos orgulhamos também ao perceber que nossa primeira turma de Neuropsicopedagogia Clínica da cidade de Tubarão (SC) já deu seus primeiros passos.
Para 18 pós-graduandas da instituição Censupeg, o sábado do dia 18 de fevereiro será marcado com o sentimento de muita alegria, pois nesta data fizeram o relato de suas primeiras experiências como neuropsicopedagogas clínicas, o relato de seus primeiros passos.
Isso mesmo, cada aluna em seu estágio se responsabilizou por um consulente, um estudo de caso, ou seja, alguém para quem pudessem fazer alguma diferença, para quem pudessem olhar através da realidade o qual este se encontrasse e pudesse lhe apontar caminhos. Mas não caminhos pautados no achismo, mas sim caminhos pautados em muito estudo, em resolução de hipóteses, em troca de saberes com outros profissionais.
Nossas estagiárias tiveram que olhar para cada consulente e não ver apenas o óbvio que todos que estão a volta dele veem, porque apenas ver o óbvio não provoca mudanças, se fez necessário ver além, ver o que fazer a partir daquilo que está sendo evidenciado. E eis aí o motivo de nossa alegria, o motivo de nossa euforia, pois ao receberem o retorno da escola ou dos familiares de que algo estava mudando com aquele indivíduo, isso sim é sinal de dever cumprido. Sinal de que todos vencemos!
E nossos agradecimentos se estendem além das fronteiras do contexto Censupeg, pois dessa vez tivemos a oportunidade de contar com o apoio da Clínica de Psicologia Sistêmica ((48) 9938-3656) que recebeu de braços abertos nossas estagiárias, um gesto de bondade que mostra toda a grandeza de amor e caráter do Sr Jucemar Honório, proprietário da clínica. Gesto esse que me fez lembrar das palavras do presidente do Censupeg Sandro Albino Albano: [...] o que não pode faltar em educação é amor e caráter e quando aprendemos que fazer o bem é muito gostoso [...] que ajudar aos outros deixa um perfume em suas mãos, a gente vai verdadeiramente aprender que é possível fazer um mundo melhor, como a gente já está fazendo. 

Um comentário:

  1. Obrigada professora Ana Lúcia Hennemann pelo seu carinho, dedicação e principalmente em compartilhar seus conhecimentos com todas nós.
    Obrigada à Estela pela preocupação de sempre querer resolver nossas angústias e dúvidas.
    Parabéns ao SENSUPEG em desbravar esse novo caminhar da Neuropsicopedagigia.

    Aos novos alunos, tenham a certeza que vale à pena trilhar nessa experiência.
    Que a fome do conhecimento estejam sempre conosco.
    Amém.

    ResponderExcluir